quinta-feira , junho 21 2018
Home / Dicas / Injeção de pré-formas de PET

Injeção de pré-formas de PET

O PET é uma resina um pouco mais complexa que os outros materiais de engenharia, tendo em vista que cada um possui suas particularidades, mas ao se processar esse polímero, os equipamentos periféricos devem ser dedicados, específicos, de alta performance e de qualidade, porque serão exigidos com relação à transformação da resina (desumidificadores, chillers, dosadores, etc) e também para averiguação da qualidade do produto.

As máquinas injetoras utilizadas para a injeção de produtos de PET podem ser as mesmas usadas para outros materiais, porém, com geometrias de roscas e cilindros (taxa de compressão e relação L/D) especificas para essa resina.

Para o processamento e injeção de PET, os tipos de máquinas mais indicados são as máquinas injetoras convencionais e as que injetam e sopram garrafas ou frascos no mesmo equipamento.

As principais características que as máquinas devem possuir para a injeção de PET são:

• Capacidade de Injeção

• Força de fechamento

Muitos são os problemas encontrados na transformação e injeção do PET. Entre os principais, podemos citar:

• Peso da pré-forma

• Empenamento

• Cristalização

A Escola LF preparou um e-book exclusivo sobre este assunto, contando todas as peculiaridades e dicas super interessantes de como trabalhar com essa resina e como resolver muitos problemas de injeção de pré-formas de PET. Para acessar este conteúdo, basta clicar AQUI.

Sobre Escola LF

Veja também

Por que fazer uma especialização pode mudar sua carreira profissional?

Mesmo com o mercado buscando por profissionais qualificados, muitas pessoas ainda se perguntam por que …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Watch Dragon ball super